Dia do Ouvidor

DGH comemora a data e recebe a visita do Ouvidor-Adjunto da União

O colegiado das Ouvidorias dos hospitais federais no Rio de Janeiro reuniu-se, nesta terça-feira (19), no auditório do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde (NEMS/RJ), em comemoração ao Dia do Ouvidor (16 de março). O encontro contou com a presença do Ouvidor-Adjunto da União, Fábio do Valle Valgas da Silva, que comentou o projeto de parceria entre a Controladoria Geral da União (CGU) e as Ouvidorias do Departamento de Gestão Hospitalar (DGH) e as dos hospitais federais, uma das iniciativas da ação integrada em apoio a essas unidades, que teve início em 23 de janeiro.

“O projeto buscará identificar oportunidades de melhorias que resultem em soluções mais rápidas e efetivas para as necessidades dos usuários”, explicou Valgas. Acrescentou ainda que a parceria vai dispersar pressões e garantir a integridade operacional das equipes locais de Ouvidoria.

Na ocasião, também foi apresentada uma palestra com a professora Lícia Mendes, da Lupa Consultoria e Treinamento, sobre Gestão de Pessoas no Atendimento da Ouvidoria.

“O Ouvidor tem que gostar dele mesmo e se querer bem para querer bem o outro”, destacou a professora, ao explicar porque a empatia é essencial para o trabalho deste profissional. Ela lembrou ainda que o dia foi instituído pela Associação Brasileira de Ouvidores (ABO), em João Pessoa, na Paraíba.

HOMENAGEM – Marcelo Lamberti, diretor-geral do DGH, agradeceu a presença dos convidados e ressaltou a importância do Ouvidor como meio de aproximação entre os hospitais e os cidadãos. “A Ouvidoria é um instrumento de parceria com o usuário. É o canal de comunicação onde ele pode passar as suas necessidades e colaborar com a instituição”, disse Lamberti. “Para o Estado, é uma oportunidade de monitoramento e resolução de eventuais não conformidades. ”

No encerramento, a Ouvidora-Geral do DGH, Raquel Rodrigues, recebeu uma homenagem dos servidores pelos esforços prestados às Ouvidorias: “Queria parabenizar nossos colaboradores que exercem suas atividades com tanta dedicação e empenho. Trabalhar com excelência é fazer o melhor dentro das nossas possibilidades”, concluiu.

Fonte: Ascom / Ouvidorias do Departamento de Gestão Hospitalar (DGH)